Enfermagem

22/12/2011 15:59

Bacharelado

 

Enfermagem é o que eu quero?

 

É a ciência que se dedica a promover, a manter e a restabelecer a saúde das pessoas. O enfermeiro atua na proteção, na promoção e na recuperação da saúde, bem como na prevenção
de doenças.
Em hospitais, é indispensável em todos os setores, da UTI à psiquiatria. Ele coleta
os dados sobre o estado de saúde do paciente por meio de exames físicos e entrevistas e faz
o diagnóstico de enfermagem para estabelecer a conduta a ser seguida. Trabalha em equipe
multiprofi ssional (com médicos, nutricionistas e psicólogos, entre outros). É responsável desde a higiene e a alimentação até a administração de remédios e a prescrição de curativos. A enfermagem não se limita ao trabalho em hospitais e clínicas. Um campo importante é o da saúde coletiva, na qual o profi ssional atua na promoção da saúde e na prevenção de doenças, realizando também trabalhos educativos na comunidade. Se seguir carreira acadêmica, pode desenvolver pesquisas e trabalhos científicos.

O mercado de trabalho

Dos 6.750 hospitais no Brasil, 4.612 são privados, segundo o Cadastro Nacional dos Estabelecimentos de Saúde. Diante desse quadro, os principais empregadores dos enfermeiros nas metrópoles são os hospitais particulares. "As instituições privadas têm aberto novas unidades e investido em atendimento e procedimentos especializados, como transplantes de órgãos", afi rma Marco Antônio Gomes Brandão, coordenador da graduação da UFRJ. Algumas áreas mais aquecidas são geriatria, dermatologia e oncologia. Há também a possibilidade de o egresso atuar em home care, seja via planos de saúde, seja por conta própria, prestando atendimento a idosos e pessoas com necessidades especiais. A expansão do Programa Saúde da Família (PSF), do governo federal, também favorece o mercado de trabalho para os enfermeiros, pois cada equipe do programa tem de contar com, no mínimo, um profissional da área. Aumentam as possibilidades para esse profi ssional atuar em gestão, como gerente de novos projetos, tais como abertura de alas hospitalares, implantação de novos protocolos dentro de clínicas e hospitais ou até treinamento de equipes para manuseio de equipamentos. Sul e Sudeste concentram a maior parte dos hospitais - e a maioria das vagas. As demais regiões do país têm carência desse profi ssional, tanto para atuar no setor público quanto no privado. A auditoria é outro setor que vem crescendo e necessitando de profissionais de enfermagem que saibam relacionar custos e benefícios de medicamentos e equipamentos hospitalares.

O curso

Diretrizes estabelecidas pelo MEC propuseram que a formação na graduação passasse a ter um caráter mais generalista, voltado para as necessidades de atenção primária, que é o trabalho do enfermeiro em ambulatórios, prontos-socorros e postos de saúde. O início do curso é marcado por disciplinas básicas da área das ciências biológicas, como anatomia, microbiologia, citologia, histologia e parasitologia. Também há matérias de administração e fundamentos de psicologia e de sociologia. Gradativamente, o aluno conhece os procedimentos técnicos e, no segundo ano, começa a atender pacientes e a cuidar de enfermarias. O estágio é obrigatório, sempre supervisionado por enfermeiros e professores. No fim do curso é exigido um trabalho de conclusão. Duração média: quatro anos.
 Outros nomes: Enf. (ênf. em saúde públ.); Enf. e Obstetrícia.

O que você pode fazer

Assessoria e consultoria

Auditar os procedimentos hospitalares de enfermagem e auxiliar na montagem de unidades de saúde.

Atendimento domiciliar

Cuidar de pacientes em sua residência, dando continuidade ao tratamento hospitalar. Auxiliar o paciente em exercícios terapêuticos e cuidar de sua higiene e de seu bem-estar.

Enfermagem geral

Comandar equipes de técnicos e auxiliares de enfermagem no atendimento a pacientes.

Enfermagem geriátrica

Atender idosos, doentes ou não, em domicílio, casas de repouso, clínicas e hospitais.

Enfermagem médico-cirúrgica

Ministrar cuidados pré e pósoperatórios em prontos-socorros, clínicas e hospitais.

Enfermagem obstétrica

Dar assistência integral a gestantes, parturientes e lactantes, com acompanhamento de prénatal, realização de exames e auxílio ao médico no parto e no pós-parto.

Enfermagem obstétrica

Dar assistência integral a gestantes, parturientes e lactantes, com acompanhamento de prénatal, realização de exames e auxílio ao médico no parto e no pós-parto. Orientar sobre planejamento familiar.

Enfermagem pediátrica

Acompanhar e avaliar o crescimento e o desenvolvimento da criança. Incentivar o aleitamento materno e orientar os pais quanto às técnicas e aos cuidados com os recém-nascidos.

Enfermagem psiquiátrica

Ajudar no tratamento de pacientes com distúrbios psicológicos.

Enfermagem de resgate

Participar de equipes de salvamento de vítimas de acidentes ou de calamidades públicas.

Enfermagem de saúde pública

Orientar a população sobre a prevenção de doenças e promover a saúde da coletividade. Atender pacientes em hospitais, centros de saúde, creches e escolas. Formar, capacitar e supervisionar os agentes de saúde.

Enfermagem do trabalho

Dar atendimento ambulatorial em empresas e acompanhar programas de prevenção e manutenção da saúde dos funcionários.

Ensino

Orientar projetos de pesquisa e ministrar aulas teóricas e práticas.

Gestão da qualidade

Avaliar e planejar os processos assistenciais com o objetivo de aumentar a segurança dos pacientes.

Gestão de projetos

Administrar e controlar as atividades destinadas a projetos multidisciplinares, como abertura de uma ala hospitalar ou implementação de um novo protocolo em clínicas ou hospitais.

Pesquisa clínica

Planejar, implementar e coordenar projetos de pesquisas clínicas, como o desenvolvimento de drogas e estudos epidemiológicos, em hospitais, institutos de pesquisa e universidades.

 


Professora: Adriana Oliveira / Desing: Vinícius Delfino