Gestão Ambiental

22/12/2011 16:02

Bacharelado

 

Gestão Ambiental é uma boa escolha?

 

É o estudo do funcionamento do meio ambiente e das diferentes formas de organismos vivos e sua relação com o ser humano. O profissional de Gestão Ambiental planeja, desenvolve e executa projetos que visam à preservação do meio ambiente, como programas de reciclagem e de educação ambiental. Ele analisa a poluição industrial do solo, da água e do ar e a exploração de recursos naturais e, com base nos dados coletados, elabora estratégias para minimizar o impacto causado pelas atividades humanas. Trabalha no setor público ou privado e nas áreas urbanas, rurais ou industriais. É habilitado para atuar no planejamento ambiental, na exploração de recursos naturais de maneira sustentável e na recuperação e manejo de áreas degradadas.

Dúvida do Vestibulando

QUAL É A DIFERENÇA ENTRE FAZER UM BACHARELADO E UM TECNOLÓGICO?

Os dois cursos são semelhantes e formam profissionais para atuar na mesma área. No bacharelado, o estudante passa por todos os campos da gestão ambiental, como planejamento ambiental, exploração dos recursos naturais de forma sustentável, análise de riscos, auditorias e certificações e legislação ambiental, entre outras. O tecnológico também oferece uma visão geral da área, mas a maioria dos cursos é focada em planejamento e gestão do meio ambiente ou em saneamento.

O mercado de trabalho

A previsão é que as oportunidades aumentem para bacharéis e tecnólogos. "No Paraná, todas as empresas já são obrigadas por lei a ter um profissional responsável pela gestão ambiental", explica Liana Maria Calarge, coordenadora do bacharelado da UFGD, em Mato Grosso do Sul. A professora acredita que os demais estados do país devem copiar a iniciativa - o que certamente abrirá ainda mais o mercado. O gestor ambiental encontra oportunidades em empresas que não adquiriram a certificação de qualidade ambiental (ISO 14.000), fundamental para as companhias que atuam no mercado nacional e internacional (para exportar produtos e serviços). Nessas empresas, o profissional precisa definir a política ambiental, bem como cuidar dos efluentes, reaproveitamento de água e racionamento de energia. A maior parte das vagas está nos estados mais industrializados, como os do Sul e do Sudeste, porém se expande para Centro-Oeste e Nordeste. Outra opção é desenvolver, na iniciativa privada, projetos de sustentabilidade nas comunidades locais. Iniciativas desse tipo já são comuns nos estados do Amazonas e Pará, mas a tendência é a expansão em empresas de outras regiões do país. ONGs e órgãos públicos, como prefeituras e companhias estatais de saneamento básico, também o procuram para gerenciar unidades de conservação e parques, bem como desenvolver projetos de educação ambiental. Órgãos como o Ibama e secretarias estaduais do Meio Ambiente costumam oferecer vagas por meio de concursos. Com a abertura de novos cursos, o egresso que investir em pós-graduação também encontrará vagas como docente.

Salário inicial: R$ 800,00 (para o tecnólogo; fonte: prof. Clóvis Vitório Giacóia, da UninCor).

O curso

Há poucos cursos de bacharelado no país. O currículo possui boa base em ciências da natureza, com disciplinas como física, química, biologia, meteorologia e geologia, juntamente com as ciências sociais e humanas. Entre as matérias mais específicas estão geoprocessamento, técnicas de análises de solo, água e ar, legislação ambiental e sistemas gerenciais aplicados à área.

Duração média: quatro anos.

Outros nomes: Ciên. Geoambientais; Gestão e Análise Amb.

O que você pode fazer

Consultoria

Assessorar empresas e órgãos públicos em projetos de preservação do meio ambiente.

Certificação

Elaborar certificações para empreendimentos agrícolas e industriais seguindo as normas da Organização Internacional de Normalização (ISO).

Educação ambiental

Planejar programas para conscientizar a população da importância de preservar o meio ambiente.

Planejamento

Elaborar relatórios de impacto ambiental e definir planos para o uso sustentável dos recursos naturais. Implantar, em indústrias, projetos de exploração da natureza usando técnicas não poluentes.

Recuperação

Planejar e executar projetos para a recuperação de áreas que já estão degradadas.

 


Professora: Adriana Oliveira / Desing: Vinícius Delfino